Hoje...Não Comprei o Jornal!

sexta-feira, março 03, 2006

Tribo Pataxó...


O meu fascínio por culturas diferentes, sempre esteve muito presente.
Não sei se terá a ver com a minha área profissional ou por interesse pessoal, por vezes é-me difícil distinguir estas duas vertentes.

A verdade é que numa viagem de férias, não quis perder a oportunidade de conhecer um pouco da cultura da Tribo Pataxó.

Na verdade qualquer turista poderá conhecer, existem mesmo pacotes promocionais para visita a esta aldeia.
Como gosto de andar ao meu ritmo, fui por conta própria.
Para quem quer aprender e aprofundar conhecimentos, aconselho vivamente a fazer o mesmo.

Esta tribo está hoje completamente aculturada. Os recursos naturais são escassos e sem apoios do governo para fomentar e "avivar" a sua cultura, são "obrigados" a abrir-se à comunidade e a vender o seu artesanato como fonte de financiamento.

Com uma grande extensão de terra "doada" pelo governo, estão distribuídos por várias aldeias, a que chamam assentamentos .

Actualmente esta tribo expressa-se em português, embora existam muitos vocábulos seus que ainda utilizam.
Existe um esforço no sentido de preservar e estudar a língua dos seus antepassados, pelo que estão a tentar construir um dicionário e um livro sobre a história.
Esperam pela ajuda de alguns especialistas nas novas tecnologias, nomeadamente passarem os textos a computador e organizarem a informação... mas o projecto está a caminho!

Esta tribo ficou conhecida através do assassinato de um dos seus índios (Galdino) em 1997, em Brasília. Este índio foi confundido com um mendigo e alvo de ataques por parte de jovens.

3 Comments:

  • Belíssimos textos e fotografias, como sempre! Mas estas imagens, em particular, trazem-nos alguma coisa de muito especial! (Serão, para mim, as saudades do solo pátrio, nunca verdadeiramente conhecido?) Será a nostalgia de um tempo em que a Humanidade e a Natureza viviam em plena comunhão, e a Felicidade parecia esvoaçar em redor, ao alcance de um aceno, de um sorriso?
    Seja como for, maravilhosas recordações do que deve ter sido uma maravilhosa viagem.
    Quanto ao blog, continua óptimo!
    (Muito, muito obrigada pelo tão gentil acolhimento que tem dado aos meus poemas...) Beijos,
    Ilona

    By Anonymous Ilona Bastos, at 3:05 da tarde, março 06, 2006  

  • Mais uma vez, muito obrigado pelos comentários, sempre tão simpáticos!

    Quanto às imagens, estou certa que não apresentam a qualidade merecida, uma vez que a fotógrafa é amadora, mas pretendem dar a conhecer uma cultura e acima de tudo um projecto que muito gostei.

    Com toda a certeza, terá todos os motivos para ter saudades desta terra tão maravilhosa, com um povo tão hospitaleiro, como aquele que encontrei nesta zona.

    Por outro lado, claro que nos faz reflectir sobre a humanidade e sobre o nosso carácter actual, enquanto seres humanos.
    Esta cultura indígena, faz-nos pensar que afinal tudo na vida pode ser tão simples, se conseguirmos o respeito mútuo pelo cidadão e pelo meio envolvente.

    Foi com toda a certeza uma viagem que ficará bem guardada nas minhas recordações!

    Quanto aos poemas da Ilona... gosto de dar a conhecer o trabalho merecido!

    Um muito obrigado pela visita, pelo incentivo e pelos elogios sempre tão agradáveis.

    By Blogger Carla Ferreira, at 12:41 da manhã, março 07, 2006  

  • Que bom quando as pessoas se interessam uma pelas outras. Se desejar conhecer um pouco mais sobre os pataxo pode dar uma olhada no blog http://patax.blogspot.com/
    Por agora é um trabalho sobre eles mas temos buscado incentivá-los para que possa passar a ser um trabalho deles.
    abraços
    Ronaldo (Cumuruxatiba, Prado, Bahia)

    By Anonymous Ronaldo, at 7:19 da tarde, julho 26, 2006  

Enviar um comentário

<< Home